Parceiros

seguradora de carga cotar seguro de carga preço seguro de carga simular seguro de carga seguradora de cargas seguro de transportes seguradoras de cargas

Seguro Fiança ou Fiador

 

O que significa ter um seguro fiança?

As pessoas que têm algum imóvel e deseja alugá-lo querem garantias de que aquele inquilino vai continuar pagando mesmo que fique desempregado ou que tenha quaisquer outros imprevistos na vida. Além disso, os próprios inquilinos costumam desejar ficar sossegados: para ninguém é agradável ficar devendo.

Para que os proprietários e também os inquilinos tenham mais sossego com essas locações, há o seguro fiança, que é como outros seguros: as pessoas vão pagar mensalmente e, ocorrendo qualquer circunstância a partir da qual os moradores não quitem esse aluguel, é a seguradora que vai pagar. Essa situação será chamada de sinistro, exatamente como os acidentes de carro, falando dos seguros automotivos.

Pode-se requerer esse seguro fiança na imobiliária?

Dependendo de qual é a atividade dessa imobiliária, sim. Diz-se que depende porque existem imobiliárias bastante grandes e que têm essas proteções, enquanto as que são menores podem encaminhar os seus inquilinos para que uma seguradora faça isso. Existem prós para os que fazem esse seguro em qualquer um dos estabelecimentos: no caso da imobiliária, é uma empresa que trata de todos os aspectos e isso é mais prático; no caso da seguradora, tem-se uma companhia que tem especialização nessas proteções.

Como é que se aprova esse seguro fiança?

Tanto as imobiliárias quanto as seguradoras têm alguns requisitos para que esse tipo de proteção seja aceito. O primeiro é que essas empresas vão observar qual é a renda desse inquilino: normalmente, é preciso que a família que reside junte renda bem maior àquela que é pedida como aluguel.

Se o aluguel fica em R$ 500,00 mensais, por exemplo, a família precisa ter como renda R$ 2.000,00, mais ou menos. Destaca-se que isso não precisa ser renda de apenas um morador, mas que não pode passar de três indivíduos. Os comprovantes de renda serão pedidos pela imobiliária e também pela companhia de seguros.

Se eu tenho o seguro fiança, eu preciso ter também um fiador?

Os inquilinos que já adquiriram esse seguro não necessitam procurar um fiador, já que uma coisa é a substituta da outra. Do mesmo modo, as pessoas que já possuem algum fiador para fazer o aluguel de qualquer lugar não necessitam comprar essa proteção. Apesar de um recurso substituir o outro, nem sempre o inquilino pode decidir: existem proprietários que exigem que apenas os que têm esse seguro possam alugar.

Esse seguro paga algo além do preço do aluguel?

Os seguros sempre disponibilizam as chamadas coberturas adicionais e o seguro fiança também as tem. Mesmo ele tendo como funcionalidade básica cobrir o aluguel para os inquilinos que estão em dificuldades, ele pode ser estendido para possíveis danos que o local apresente.

É o caso do indivíduo que alugou, mas que quebrou a janela: para que ele devolva esse imóvel, a janela deve estar como o proprietário a entregou e o seguro fiança pode fazer esse reparo. Outros consertos que essa proteção proporciona são os de infiltrações, os de paredes furadas e das instalações elétricas.

Todos os tipos de seguro fiança funcionam do mesmo modo? seguro fiança ou fiador

Algumas corretoras de seguro têm essa proteção de maneira um pouco diferente para os que são universitários. A razão é que são muitos os estudantes que residem sozinhos, inclusive porque estudam em outra localidade que não onde a sua família está, e até que moram com outros estudantes. Todavia, muitos condomínios e muitos proprietários não apreciam as repúblicas e é uma segurança maior quando uma corretora está envolvida.

No entanto, as diferenças estão nas coberturas que esse seguro poderá incluir e, possivelmente, em seu valor, sendo esse tipo de indivíduo para alugar, não é raro que essa proteção tenha um valor mais alto.

O seguro fiança também vale para casas?

Sim, as pessoas que desejam algar alguma residência também podem usar esse tipo de seguro. O sistema para que a corretora libere essa proteção é o mesmo que o usado para os apartamentos: é vista qual é a localidade, como é a renda dos que vão residir ali, qual é o preço que esse aluguel apresenta e faz-se uma cotação.

É possível que a corretora de seguros não aceite fornecer essa proteção por cauda do alto valor que a residência tenha. Com isso, é válido que aqueles que alugam alguma casa, especialmente as que são de dois andares, tenham paciência.

Por que a corretora avalia a renda? seguro fiança ou fiador

A corretora de seguros avalia também a renda porque ela não deseja ter de participar de algum sinistro e isso não diz respeito unicamente ao seguro fiança: é a qualquer tipo de proteção que os indivíduos comprem. A intenção que as companhias corretoras têm é a de ter de ressarcir aos seus contratantes o menos possível.

Porém, se as pessoas que vão residir não têm renda o bastante para que todos os alugueis sejam quitados, é certo que existe muita possibilidade de a corretora ter de pagar e é por isso que ela observa muito bem quais são as entradas financeiras que aquele locador tem.

Qual é a renda que as corretoras de seguro costumam aprovar?

Para que um seguro fiança seja fechado, costuma ser exigido por essas corretoras que as pessoas que vão residir juntem uma renda mensal que seja de 2 vezes o preço do aluguel em questão ou de 3 vezes. É uma verdade que um indivíduo, sozinho, conseguir essa quantidade de renda sem ajuda pode ser complicado; para facilitar, as companhias corretoras permitem que os ganhos mensais de até três moradores possam ser apresentados juntos.

Para que se comprove à corretora de seguros que se consegue fazer os pagamentos, essas pessoas darão comprovantes de renda e, basicamente, o que é solicitado a elas são os holerites.

Para fazer um seguro fiança, é preciso que o locador tenha o nome limpo? seguro fiança ou fiador

É primordial que esse indivíduo esteja com o nome liberado de débitos tanto para alugar quanto para que o seguro fiança seja liberado para ele. Também se recomenda que essas pessoas observem no Serasa qual é o seu score.